Minimalismo e Relacionamentos
Sem classificação

Minimalismo e Relacionamentos

Minimalismo e Relacionamentos

Os minimalistas, Joshua e Ryan, falam sobre a relação entre minimalismo e relacionamentos no terceiro capítulo do livro “Minimalism: Live a meaningful life“. Eles começam da mesma forma que o capítulo anterior sobre saúde, dizendo que os nossos relaciomentos são o que existe de mais importante em nossas vidas. (Para ler sobre minimalismo e saúde clique aqui)

Relacionamentos é o valor mais importante dentre os cinco valores (saúde, relacionamentos, paixões, desenvolvimento e contribuições) para a sua vida. Imagine o seguinte: Você ganhou na loteria, pagou todas as suas dívidas, sua saúde é espetacular assim como o seu corpo e você não precisará nunca mais trabalhar. Ao acordar amanhã não há ninguém na sua vida para você poder compartilhar toda essa felicidade. Nem amigos, nem família ou pessoas amadas. Portanto sem relacionamentos não é possível viver uma vida plena.

Os autores consideram neste livro que relacionamentos são todos aquelas pessoas com quem você tem contato regularmente.

Os tipos de relacionamentos e como avaliá-los

Tipos de Relacionamento

Primeiramente os minimalistas dividem os relacionamentos em três categorias: Primários, secundários e periféricos.

  • Primários: Aqueles que são os mais próximos à você como família e amigos muito próximos.
  • Secundários: Semelhante aos primários mas que sejam menos significativos. Alguns amigos, colegas de trabalho, outros parentes.
  • Periféricos: Essa categoria provavelmente contém a maioria das pessoas da sua vida. Pessoas do trabalho, vizinhos, conhecidos, membros da comunidade onde vive e parentes distantes.

Efeitos dos relacionamentos em sua vida

Um relacionamento pode ter um dos três efeitos a seguir na sua vida.

  • Positivo: Te faz feliz e te ajuda a crescer
  • Negativo: Te faz infeliz, frustrado, insatisfeito e podem barrar o seu crescimento pessoal.
  • Neutro: Você se sentem ambivalente com relação à essa pessoa e não necessariamente te deixa infeliz.

Avaliação

Assim como precisamos melhorar nossa saúde, precisamos também melhorar nossos relacionamentos. Com essa finalidade, os minimalistas sugerem que você faça uma lista com 3 colunas. Na primeira o nome de todas essas pessoas com quem você se relaciona, em qual categoria ela se enquadra e por último qual o efeito ela têm na sua vida: positivo, negativo ou neutro.

Pode ser que um relacionamento primário te deixe infeliz ou seja neutro. A maioria dos relacionamentos negativos estará na sua relação de primários e secundários, mas isso não significa que relacionamentos não possam mudar. E relacionamentos periféricos podem ser bem positivos e fazer você descobrir grande prazer em mantê-los.

Relacionamentos são sempre mutáveis. Muitas das pessoas que provavelmente faziam parte dos seus primários há 10 anos, hoje não fazem parte nem dos periféricos, certo?

O que fazer com os relacionamentos atuais

Com relação aos periféricos, você poderá querer passar mais tempo com algumas dessas pessoas que te fazem bem ou, em outros casos, recusar alguns convites e dedicar o seu tempo para outras atividades. Já para as pessoas que são relacionamentos primários e secundários, principalmente aqueles negativos, você deverá determinar que papel essas pessoas terão na sua vida.

Já para os relacionamentos secundários, eles poderão virar primários ou periféricos dependendo de como você se sente. Os relacionamentos primários merecem um tópico separado.

Relacionamentos primários

Essas são as pessoas que você mais ama na sua vida. Relacionamento íntimo, familiares e amigos próximos. O que fazer?

Não tente mudar a pessoa, mude você. Alguns relacionamentos valiosos às vezes devem terminar por n motivos. Os valores podem ser radicalmente diferentes para vocês hoje do que era antes, pessoas se desapaixonam, e muitas vezes tomam caminhos diferentes. Não podemos exigir nada das pessoas de acordo com os nossos padrões e crenças. A única pessoa que pode mudar é você mesmo.

Você não precisa continuar em um relacionamento se você está infeliz. Isso não significa que você não deva fazer um esforço para chegar à raiz do problema, e sim que você pode deixar o relacionamento se não estiver funcionando.

Os oito elementos para um bom relacionamento

Para finalizar o capítulo sobre relacionamentos, os minimalistas discorrem sobre oito elementos necessários para um bom relacionamento, seja ele atual ou um relacionamento que está por vir.

Os oito elementos são: Amor, confiança, honestidade, se importar, dar suporte, dar atenção, autenticidade e compreensão. O último desses elementos contém outros quatro estágios, pois para haver compreensão devemos: Tolerar, Aceitar, Respeitar e Apreciar. É claro que algumas vezes esses quatro estágios estarão completamente errados, pois não devemos tolerar, aceitar, respeitar e apreciar alguém que é racista, violento, ou que te agride verbalmente te fazendo sentir despedaçadx.

Para refletir

Em suma, compreensão é responder essas perguntas importantes sobre o relacionamento: O que importa para a outra pessoa? O que ela precisa? O que a empolga? Quais os seus desejos? Suas dores? O que gosta? O que a faz feliz ? Se você puder responder à essas perguntas poderá compreendê-la melhor.

Para finalizar, devemos pensar sempre em nutrir nossos relacionamentos. Ter relacionamentos significativos valerá o esforço.

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *